Surdo-mudo por muitos séculos foi o termo usado para referir-se às pessoas com surdez. No entanto, hoje em dia sabemos que em alguns casos ele é totalmente inadequado.

Para saber porque nem sempre o termo surdo-mudo deve ser usado, confira nosso artigo.

Por que o termo surdo-mudo foi tão usado?

Desde os períodos mais antigos da humanidade, o termo surdo-mudo é empregado para referir-se às pessoas surdas.

Por muito tempo havia a interpretação de que os surdos também eram mudos. No entanto, o que acontecia era algo que muitas pessoas ignoravam.

Quando uma pessoa é surda desde o nascimento ou se torna surda nos primeiros anos de vida, a atividade da fala é drasticamente afetada.

Nossa fala está intimamente ligada à capacidade de ouvir. Logo, quando essa capacidade é afetada, a fala também sofre as consequências.

No entanto, por mais que a capacidade de fala seja afetada pela surdez, isso não significa que a pessoa é muda.

Conforme mencionamos, o desconhecimento com relação à surdez foi o principal motivo para que as pessoas adotassem o termo surdo-mudo por tanto tempo.

Isso ainda ocorre hoje?

Sim. O termo surdo-mudo infelizmente ainda é muito utilizado de maneira equivocada e até mesmo preconceituosa, já que revela um desconhecimento com relação à condição da pessoa surda.

Aos poucos, as pessoas têm tomado conhecimento dessa diferença. De que uma pessoa surda nem sempre, e até mesmo na maioria das vezes, não é muda.

A importância dos aparelhos auditivos

Quando uma pessoa com deficiência auditiva, seja essa ocorrência já de nascimento ou no decorrer da vida, passa a usar o aparelho auditivo, naturalmente é possível desenvolver a fala.

Para isso, é de suma importância que a deficiência auditiva seja identificada logo no início e já sejam adotadas as medidas necessárias para o uso do aparelho.

Os serviços públicos de saúde, por meio do SUS, oferecem todo suporte para que as pessoas com surdez tenham acesso gratuito aos aparelhos auditivos.

Além disso, atualmente há uma grande variedade de modelos de aparelhos auditivos. Isso faz que muitos desses aparelhos tenham um preço mais acessível.

Quando a criança, adolescente ou adulto passa a usar o aparelho auditivo, uma das recomendações dos especialistas é que seja realizado um acompanhamento com fonoaudiólogo para reduzir problemas ou dificuldades relacionadas à fala.

A tecnologia do implante coclear

O implante coclear é o que existe de mais inovador e moderno para as pessoas com surdez profunda ou severa. Trata-se de uma tecnologia avançada que permite que os surdos possam ouvir.

Ainda que poucas pessoas saibam da existência desse implante, ele está disponível no mercado há quase 30 anos e tem sido usado por inúmeras pessoas no Brasil e em demais países pelo mundo.

A cirurgia para inserção desse implante pode ser feita em pessoas de todas as idades. Atualmente, até mesmo crianças pequenas já utilizam esse implante para solucionar problemas auditivos.

Assim como ocorre no caso dos aparelhos auditivos, o implante coclear é disponibilizado por meio de serviços públicos do SUS.

Antes de inseri-lo é preciso passar por uma detalhada avaliação com especialistas. O objetivo é analisar com profundidade as características do paciente e avaliar quais resultados o implante irá proporcionar.

Libras e comunicação no dia a dia

surdo-mudo

A maior dificuldade enfrentada pelos surdos no dia a dia está relacionada à comunicação.

Por mais que a Língua Brasileira de Sinais (Libras) tenha obtido cada vez mais notoriedade, ainda há muito o que ser feito para que ela se torne habitual.

Com relação ao termo surdo-mudo, outro dos entendimentos equivocados é que os surdos que se comunicam em Libras são mudos.

O que ocorre é que, como mencionamos, os problemas de audição prejudicam o desenvolvimento da fala. Com isso, é natural que uma pessoa surda não se comunique verbalmente.

Isso significa que o simples fato de uma pessoa surda usar a Libras para se comunicar não significa necessariamente que ela seja muda.

Desafios da Libras na sociedade

Para que possamos construir uma sociedade mais inclusiva, com ações que atendam às demandas específicas dos surdos, é preciso investir no ensino e difusão da Libras.

Por meio de leis, muitas mudanças foram conquistadas. Entretanto, é preciso que esse alcance seja ampliado.

A Libras precisa estar presente nas mais diversas áreas essenciais, tais como saúde, educação, acesso à informação, mercado de trabalho, lazer, entretenimento etc.

Um exemplo disso são os diversos canais no Youtube feitos especialmente para surdos.

Todos os conteúdos desses canais são produzidos por pessoas surdas que utilizam a Libras. Os vídeos são legendados em português e permitem que todas as pessoas tenham acesso às informações mencionadas.

Inclusão social para todos

Por mais que o termo surdo-mudo ainda seja utilizado de maneira inadequada, nossa sociedade vem quebrando muitos paradigmas e preconceitos com relação aos surdos e às pessoas que apresentam algum tipo de deficiência.

Em todo Brasil é possível ver lindos exemplos de ações inclusivas que tem sido adotadas por empresas, escolas, órgãos públicos e demais locais, mobilizados para tornar a sociedade efetivamente inclusiva.

As leis brasileiras trouxeram um grande respaldo para essas ações. Por meio delas, nas últimas décadas, foram possíveis mudanças significativas para que pessoas com deficiência tenham acesso a direitos básicos.

Uma das dessas conquistas foi a Lei de Cotas para Deficientes. Por meio dessa lei, pessoas surdas e portadoras de outros tipos de deficiência podem ter acesso a oportunidades no mercado de trabalho.

Esse fator é essencial para que as pessoas portadoras de deficiência conquistem maior autonomia em todas as áreas da vida.

Uma sociedade mais inclusiva começa com a conscientização. Por esse motivo, a educação desempenha um papel de suma importância para que no futuro todos os preconceitos com relação às pessoas portadoras de deficiência sejam quebrados.

Depois de ver porque usar o termo surdo-mudo em alguns casos é errado, confira nossos demais conteúdos.

Todos eles trazem informações de grande relevância para a comunidade surda no Brasil e no mundo, principalmente no que diz respeito a Libras e inclusão social.

Imagens: aparelhoauditivo.com / fesppr.edu.br